Voltar ao índice Cavalo

Pedro Caetano

ki delícia

21 Julho — 20 Agosto 2016

Vista da exposição 'ki delícia', 2016
Vista da exposição 'ki delícia', 2016
Vista da exposição 'ki delícia', 2016
Punch!, 2016
Punch!, 2016
Vista da exposição 'ki delícia', 2016
Vista da exposição 'ki delícia', 2016
Vista da exposição 'ki delícia', 2016
Vista da exposição 'ki delícia', 2016
Paleta Teatro, 2016
Vista da exposição 'ki delícia', 2016
Vista da exposição 'ki delícia', 2016
Vista da exposição 'ki delícia', 2016
Vista da exposição 'ki delícia', 2016
Vista da exposição 'ki delícia', 2016
Pinocchio prostrado, 2016
Agnes no salão, 2016
Vista da exposição 'ki delícia', 2016
Vista da exposição 'ki delícia', 2016
Vista da exposição 'ki delícia', 2016
Vista da exposição 'ki delícia', 2016
Vista da exposição 'ki delícia', 2016
Ampliar
1/22
Boca do palhaço, 2016

Pedro Caetano

Boca do palhaço, 2016

primer e acrílica sobre tela
250 × 125 cm

Chiclete com cosmos, 2016

Pedro Caetano

Chiclete com cosmos, 2016

primer e acrílica sobre tela
250 × 125 cm

Punch!, 2016

Pedro Caetano

Punch!, 2016

técnica mista
160 × 120 × 40 cm

Pinocchio Miami, 2016

Pedro Caetano

Pinocchio Miami, 2016

óleo sobre cerâmica fria
22 × 15 × 8 cm

Pintura Ponche, 2016

Pedro Caetano

Pintura Ponche, 2016

óleo sobre tela
80 × 60 cm

Agnes Malibú, 2016

Pedro Caetano

Agnes Malibú, 2016

óleo sobre esponja
48 × 10 cm

Venice Agnes, 2016

Pedro Caetano

Venice Agnes, 2016

óleo sobre esponja
30 × 10 cm

Gringo Mangueira, 2016

Pedro Caetano

Gringo Mangueira, 2016

óleo sobre tela
50 × 40 cm

Um snowman apaixonado, 2016

Pedro Caetano

Um snowman apaixonado, 2016

óleo sobre tela
60 × 50 cm

Paleta Teatro, 2016

Pedro Caetano

Paleta Teatro, 2016

óleo sobre cerâmica fria
24 × 22 × 7 cm

Agnes no salão, 2016

Pedro Caetano

Agnes no salão, 2016

óleo sobre tela
50 × 40 cm

Sorvete, 2016

Pedro Caetano

Sorvete, 2016

óleo sobre tela
50 × 40 cm

Serpente, 2016

Pedro Caetano

Serpente, 2016

óleo sobre tecido e cerâmica fria
30 × 24 × 20 cm

Pinocchio prostrado, 2016

Pedro Caetano

Pinocchio prostrado, 2016

escultura
16 × 40 × 40 cm

Bagunça, 2016

Pedro Caetano

Bagunça, 2016

óleo sobre tela
30 × 20 cm

Leda tristeza, 2016

Pedro Caetano

Leda tristeza, 2016

óleo sobre tela
30 × 20 cm

Agnes bagunça, 2016

Pedro Caetano

Agnes bagunça, 2016

óleo sobre tela
30 × 20 cm

Panqueca, morango, blueberry, 2016

Pedro Caetano

Panqueca, morango, blueberry, 2016

óleo sobre tela
25 × 18 cm

Pistache delícia, 2016

Pedro Caetano

Pistache delícia, 2016

óleo sobre tela
25 × 18 cm

Pinocchio frozen, 2016

Pedro Caetano

Pinocchio frozen, 2016

óleo sobre cerâmica fria
25 × 10 cm

Dodói, 2016

Pedro Caetano

Dodói, 2016

óleo sobre cerâmica fria
25 × 10 cm

Agnes Marshmallow, 2016

Pedro Caetano

Agnes Marshmallow, 2016

óleo sobre cerâmica fria
25 × 10 cm

Lambida, 2016

Pedro Caetano

Lambida, 2016

óleo sobre cerâmica fria
25 × 10 cm

Bruxaria, 2016

Pedro Caetano

Bruxaria, 2016

óleo sobre cerâmica fria
25 × 10 cm

Me chupa, 2016

Pedro Caetano

Me chupa, 2016

óleo sobre cerâmica fria
25 × 10 cm

Dedinho, 2016

Pedro Caetano

Dedinho, 2016

óleo sobre cerâmica fria
25 × 10 cm

Dodoizão, 2016

Pedro Caetano

Dodoizão, 2016

óleo sobre cerâmica fria
25 × 10 cm

Pinocchio baixo astral, 2016

Pedro Caetano

Pinocchio baixo astral, 2016

óleo sobre cerâmica fria
25 × 10 cm

Nelson Cavaquinho vs. Agnes Martin
Fosco vs. Brilho
Chiclete vs. Cosmos
Aquele Samba ‘Alegria’
A vida é uma lambida
il pagliacci
Pinocchio & ecstasy
Rigor no desleixo
Levy-strauss e a Baía de Guanabara

 

As pessoas sempre me perguntam: Pedro Caetano, sobre o que é ‘ki delícia’, seu primeiro show solo na Guanabara?
Bom, como todos os outros ele é sobre a vida, ou seja, sobre todas as coisas. Mas nesse caso específico, ele parte de uma questão: quando pensamos na natureza do objeto de arte sempre nos perguntamos e estamos ansiosos por responder a uma única questão – mais do que quaisquer outras , ‘Isso é bonito ou feio?’

Ora, em tempos em que cobramos dos objetos de arte respostas sobre a situação dos índios, o infortúnio dos imigrantes e o eterno retorno das questões do modernismo, nos esquecemos de colocar perguntas essenciais para se aproximar e compreender esses objetos; e, “sendo o adjetivo a parte mais ‘escolhível’ da oração”* acho que deveríamos sempre perguntar: esse objeto é quente ou frio? é fino ou largo? é saturado ou pastel? é pesado ou leve? coube bem ali nesse cantinho ou deveria estar no meio do salão? é um porre ou uma delícia? é liso ou tosco? é brilhante ou fosco?

Partindo daí, podemos nos aproximar dos objetos e, de maneira afetiva, encontrar respostas sobre essas coisas, sobre o mundo, sobre o artista e, por que não, sobre nós mesmos. ‘ki delícia’ fala de arte como prazer, como barato, como ritual, como teatro, como transcendência e celebração dessa coisa toda bittersweet que é a vida.

 

Pedro Caetano, Julho 2016

Bruno Galan  em ‘da Rise and Fall of da Tower’

rua sorocaba 51, botafogo
rio de janeiro, rj, brasil
+55 21 2267-7654

info@galeriacavalo.com
terça a sexta 12-20h, sábado 13-17h
Facebook / Instagram